PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA
direção de arte
identidade visual
programação visual

Direção de arte, identidade e design gráfico do filme “Pedro Osmar, Prá Liberdade que se Conquista”, um manifesto poético-político-musical produzido pela Complô, de Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques, construído em torno da vida e da obra deste artista paraibano tão singular, em busca da Liberdade de que tanto precisamos.

A comunicação do filme é apoiada em algumas de suas características:
– o tom que guarda muito de lirismo, e muito, também, de revolucionário, de reinvidicação, de clamor.
– o foco no conceito de liberdade
– o ponto de vista do artista: a visão de Pedro Osmar e de sua trajetória é a ferramenta para investigação do mundo, da sociedade, da música, das artes visuais

E, também, em características do trabalho musical e visual de Pedro Osmar, na linguagem construída com a fusão da cultura tradicional nordestina com informações contemporâneas: o expressionismo, a música minimalista, o experimentalismo das vanguardas.

O sentido de urgência e engajamento é expresso no vermelho que cobre todo o material de comunicação.
O lirismo e a fusão de linguagens são trazidos pelo uso do próprio trabalho visual de Pedro Osmar como elemento principal do projeto, garantindo, com isso, a fidelidade e a valorização do trabalho deste artista.

O título pode ser rearticulado para se adequar a diferentes formatos, em diferentes materiais. É desenhado em caixa alta, com tipos pesados, condensados, que poderiam transmitir a seriedade e força exigidas por um manifesto social e político. As letras são arranjadas de forma aberta, irregular, expressando os tempos, ritmos e intervalos próprios da música e da voz.

A tipografia empregada tem características similares às encontradas na obra gráfica de Pedro Osmar, com pequenas imperfeições e arestas suavizadas, típicas de impressões artesanais com blocos de madeira.

Este conjunto de elementos e diretrizes permitiu a construção de um sistema de identidade consistente e maleável o suficiente para que se adaptasse a diferentes mídias e suportes. O projeto, finalizado com o apoio do Rumos Itaú Cultural, foi bastante abrangente, incluindo a programação visual do filme – seu título, créditos iniciais e finais –; o desenvolvimento de seus materiais de comunicação e divulgação em meio impresso e digital, com cartazes, dvd, postais, presskit e fanpage em redes sociais; e também a direção de arte de sequências em animação produzidas para o documentário.

LAZARUS

LAZARUS

teatro: vídeo-cenários

FALA COMIGO DOCE COMO A CHUVA

FALA COMIGO DOCE COMO A CHUVA

teatro: design gráfico

CRIANOMICS

CRIANOMICS

identidade visual

CAMPO DAS ARTES

CAMPO DAS ARTES

identidade visual

CADA VEZ MAIS PERTO: CATÁLOGO

CADA VEZ MAIS PERTO: CATÁLOGO

catálogo: projeto gráfico

CADA VEZ MAIS PERTO

CADA VEZ MAIS PERTO

identidade visual

NOVOS MAFUÁS

NOVOS MAFUÁS

livro: projeto gráfico e design

SUPERSIMETRIA

SUPERSIMETRIA

disco: design gráfico

TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA

TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA

evento: catálogo digital

CHOVE

CHOVE

livro: concepção, imagens e design

CHOVE: EXPOSIÇÃO

CHOVE: EXPOSIÇÃO

projeto expográfico

CHOVE: OFICINA

CHOVE: OFICINA

oficina artística

QUEM VEM LÁ?

QUEM VEM LÁ?

disco: ilustrações e design

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA

filme: direção de arte e design

RE-ROUPA

RE-ROUPA

identidade visual

MUCHA GALERIA

MUCHA GALERIA

identidade visual

QUANDO CHOVE TUDO SAI DO LUGAR

QUANDO CHOVE TUDO SAI DO LUGAR

fotografia

CITADINOS

CITADINOS

gravuras

CARVÃO

CARVÃO

disco: direção de arte e design

NÃO SE VIVE POR NADA

NÃO SE VIVE POR NADA

filme: design gráfico

LAHR

LAHR

identidade visual

UM CÉU PRA CADA QUANDO

UM CÉU PRA CADA QUANDO

fotografia

DE MAR E SILÊNCIO

DE MAR E SILÊNCIO

gravuras

O INCRÍVEL MENINO PRESO NA FOTOGRAFIA

O INCRÍVEL MENINO PRESO NA FOTOGRAFIA

teatro: design gráfico

MARION

MARION

livro-objeto: concepção e design

O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO

O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO

livro-objeto: concepção e design

ABAPORU

ABAPORU

identidade visual

GABRIELA MAZEPA

GABRIELA MAZEPA

identidade visual

ARTENOVE

ARTENOVE

identidade visual

PORTAS

PORTAS

publicação: concepção, imagens e design

AUSÊNCIAS

AUSÊNCIAS

publicação: concepção, imagens e design

AS CORDAS QUE PRENDEM AS SOMBRAS

AS CORDAS QUE PRENDEM AS SOMBRAS

fotografia

QUEBRA-CABEÇAS

QUEBRA-CABEÇAS

publicação: concepção, imagens e design

DIVAGAÇÕES

DIVAGAÇÕES

gravuras

O DESAPARECIMENTO DO ELEFANTE

O DESAPARECIMENTO DO ELEFANTE

teatro: vídeo-cenários

CHOVE: UMA NARRATIVA VISUAL

CHOVE: UMA NARRATIVA VISUAL

livro: concepção, imagens e design

DESENHOS DE CHUVA: DIA

DESENHOS DE CHUVA: DIA

gravuras

DESENHOS DE CHUVA: NOITE

DESENHOS DE CHUVA: NOITE

gravuras

DESACERTO

DESACERTO

filme: design gráfico

VASTA CIDADE, FESTA DE ALGUÉM

VASTA CIDADE, FESTA DE ALGUÉM

disco: imagens e design

ABAPORU

ABAPORU

identidade visual

CARLOS MOTTA E A VIDA

CARLOS MOTTA E A VIDA

livro: projeto gráfico

CAIXAPRETA

CAIXAPRETA

identidade visual

INVENÇÃO DE MOREL

INVENÇÃO DE MOREL

livro-objeto: concepção e design

A LADEIRA DA MEMÓRIA

A LADEIRA DA MEMÓRIA

intervenção urbana: concepção e design

MEU MEDO

MEU MEDO

filme: direção de arte e design

OS ALTRUÍSTAS

OS ALTRUÍSTAS

teatro: grafismos

ALL I NEED

ALL I NEED

filme: direção de arte

SILÊNCIO E SOMBRAS

SILÊNCIO E SOMBRAS

filme: direção de arte e design

LABIRINTO

LABIRINTO

gravuras / site: concepção, imagens e design

NÚCLEO P3

NÚCLEO P3

identidade visual

O CASTELO DO BARBAZUL

O CASTELO DO BARBAZUL

teatro: vídeo-cenários

AS NOIVAS DO BARBAZUL

AS NOIVAS DO BARBAZUL

gravuras

THOM PAIN – LADY GREY

THOM PAIN – LADY GREY

teatro: grafismos

DELÍRIOS

DELÍRIOS

gravuras

CICATRIZES

CICATRIZES

gravuras

PORCELANAS

PORCELANAS

gravuras

CÉREBROS

CÉREBROS

campanha: direção de arte e ilustrações