PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA
direção de arte
identidade visual
programação visual

Direção de arte, identidade e design gráfico do filme “Pedro Osmar, Prá Liberdade que se Conquista”, um manifesto poético-político-musical produzido pela Complô, de Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques, construído em torno da vida e da obra deste artista paraibano tão singular, em busca da Liberdade de que tanto precisamos.

A comunicação do filme é apoiada em algumas de suas características:
– o tom que guarda muito de lirismo, e muito, também, de revolucionário, de reinvidicação, de clamor.
– o foco no conceito de liberdade
– o ponto de vista do artista: a visão de Pedro Osmar e de sua trajetória é a ferramenta para investigação do mundo, da sociedade, da música, das artes visuais

E, também, em características do trabalho musical e visual de Pedro Osmar, na linguagem construída com a fusão da cultura tradicional nordestina com informações contemporâneas: o expressionismo, a música minimalista, o experimentalismo das vanguardas.

O sentido de urgência e engajamento é expresso no vermelho que cobre todo o material de comunicação.
O lirismo e a fusão de linguagens são trazidos pelo uso do próprio trabalho visual de Pedro Osmar como elemento principal do projeto, garantindo, com isso, a fidelidade e a valorização do trabalho deste artista.

O título pode ser rearticulado para se adequar a diferentes formatos, em diferentes materiais. É desenhado em caixa alta, com tipos pesados, condensados, que poderiam transmitir a seriedade e força exigidas por um manifesto social e político. As letras são arranjadas de forma aberta, irregular, expressando os tempos, ritmos e intervalos próprios da música e da voz.

A tipografia empregada tem características similares às encontradas na obra gráfica de Pedro Osmar, com pequenas imperfeições e arestas suavizadas, típicas de impressões artesanais com blocos de madeira.

Este conjunto de elementos e diretrizes permitiu a construção de um sistema de identidade consistente e maleável o suficiente para que se adaptasse a diferentes mídias e suportes. O projeto, finalizado com o apoio do Rumos Itaú Cultural, foi bastante abrangente, incluindo a programação visual do filme – seu título, créditos iniciais e finais –; o desenvolvimento de seus materiais de comunicação e divulgação em meio impresso e digital, com cartazes, dvd, postais, presskit e fanpage em redes sociais; e também a direção de arte de sequências em animação produzidas para o documentário.

LAZARUS

LAZARUS

teatro: vídeo-cenários

CADA VEZ MAIS PERTO: CATÁLOGO

CADA VEZ MAIS PERTO: CATÁLOGO

catálogo: projeto gráfico

CADA VEZ MAIS PERTO

CADA VEZ MAIS PERTO

identidade visual

NOVOS MAFUÁS

NOVOS MAFUÁS

livro: projeto gráfico e design

SUPERSIMETRIA

SUPERSIMETRIA

disco: design gráfico

TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA

TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA

evento: catálogo digital

CHOVE

CHOVE

livro: concepção, imagens e design

CHOVE: EXPOSIÇÃO

CHOVE: EXPOSIÇÃO

projeto expográfico

CHOVE: OFICINA

CHOVE: OFICINA

oficina artística

QUEM VEM LÁ?

QUEM VEM LÁ?

disco: ilustrações e design

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA

filme: direção de arte e design

RE-ROUPA

RE-ROUPA

identidade visual

MUCHA GALERIA

MUCHA GALERIA

identidade visual

LACUNA

LACUNA

identidade visual

QUANDO CHOVE TUDO SAI DO LUGAR

QUANDO CHOVE TUDO SAI DO LUGAR

fotografia

CITADINOS

CITADINOS

gravuras

CARVÃO

CARVÃO

disco: direção de arte e design

NÃO SE VIVE POR NADA

NÃO SE VIVE POR NADA

filme: design gráfico

LAHR

LAHR

identidade visual

UM CÉU PRA CADA QUANDO

UM CÉU PRA CADA QUANDO

fotografia

DE MAR E SILÊNCIO

DE MAR E SILÊNCIO

gravuras

O INCRÍVEL MENINO PRESO NA FOTOGRAFIA

O INCRÍVEL MENINO PRESO NA FOTOGRAFIA

teatro: design gráfico

MARION

MARION

livro-objeto: concepção e design

O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO

O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO

livro-objeto: concepção e design

ABAPORU

ABAPORU

identidade visual

GABRIELA MAZEPA

GABRIELA MAZEPA

identidade visual

ARTENOVE

ARTENOVE

identidade visual

PORTAS

PORTAS

publicação: concepção, imagens e design

AUSÊNCIAS

AUSÊNCIAS

publicação: concepção, imagens e design

AS CORDAS QUE PRENDEM AS SOMBRAS

AS CORDAS QUE PRENDEM AS SOMBRAS

fotografia

QUEBRA-CABEÇAS

QUEBRA-CABEÇAS

publicação: concepção, imagens e design

DIVAGAÇÕES

DIVAGAÇÕES

gravuras

O DESAPARECIMENTO DO ELEFANTE

O DESAPARECIMENTO DO ELEFANTE

teatro: vídeo-cenários

CHOVE: UMA NARRATIVA VISUAL

CHOVE: UMA NARRATIVA VISUAL

livro: concepção, imagens e design

DESENHOS DE CHUVA: DIA

DESENHOS DE CHUVA: DIA

gravuras

DESENHOS DE CHUVA: NOITE

DESENHOS DE CHUVA: NOITE

gravuras

DESACERTO

DESACERTO

filme: design gráfico

VASTA CIDADE, FESTA DE ALGUÉM

VASTA CIDADE, FESTA DE ALGUÉM

disco: imagens e design

ABAPORU

ABAPORU

identidade visual

CARLOS MOTTA E A VIDA

CARLOS MOTTA E A VIDA

livro: projeto gráfico

CAIXAPRETA

CAIXAPRETA

identidade visual

INVENÇÃO DE MOREL

INVENÇÃO DE MOREL

livro-objeto: concepção e design

A LADEIRA DA MEMÓRIA

A LADEIRA DA MEMÓRIA

intervenção urbana: concepção e design

MEU MEDO

MEU MEDO

filme: direção de arte e design

OS ALTRUÍSTAS

OS ALTRUÍSTAS

teatro: grafismos

ALL I NEED

ALL I NEED

filme: direção de arte

SILÊNCIO E SOMBRAS

SILÊNCIO E SOMBRAS

filme: direção de arte e design

LABIRINTO

LABIRINTO

gravuras / site: concepção, imagens e design

NÚCLEO P3

NÚCLEO P3

identidade visual

O CASTELO DO BARBAZUL

O CASTELO DO BARBAZUL

teatro: vídeo-cenários

AS NOIVAS DO BARBAZUL

AS NOIVAS DO BARBAZUL

gravuras

THOM PAIN – LADY GREY

THOM PAIN – LADY GREY

teatro: grafismos

DELÍRIOS

DELÍRIOS

gravuras

CICATRIZES

CICATRIZES

gravuras

PORCELANAS

PORCELANAS

gravuras

CÉREBROS

CÉREBROS

campanha: direção de arte e ilustrações