CHOVE
concepção
projeto gráfico
imagens

“Chove” é um livro de chuva, a transposição de dias chuvosos, de como eles despertam nossos sentidos, para a linguagem gráfica, em sua forma mais crua, como uma narrativa visual.

A chuva é o conteúdo, o tema, aquilo que é expresso e o instrumento balizador de suas composições visuais. É a estrutura que define cada imagem. A intensidade de sua manifestação, a força presente em cada um de seus elementos, materiais ou imateriais – o vento, a luz, o toque, o som, a memória –, são as referências para a construção da forma, em exercícios de ritmo, intensidade, tensão, duração, equilíbrio e harmonia. Estes elementos são associados a sinais gráficos para criar um novo código: uma partitura de chuva. Os sinais que definem essa partitura são combinados, como equivalentes a letras, palavras e frases, formando paisagens abstratas, sensoriais, de chuva, arranjadas sequencialmente para compor uma narrativa.

A intenção é explorar essa atividade lúdica de associar o que se vê e o que se sente a imagens, fazendo uso de uma linguagem capaz de ampla, e imediata, comunicação. E que encontra neste tema, a chuva, um evento unificador, comum a todos, o que aumenta o alcance e as possibilidades de compreensão de sua mensagem.

Este projeto foi realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba –, com incentivo da Caixa Econômica Federal.

O resultado deste trabalho é um livro em dois volumes: “Narrativa” é essencialmente gráfico, e conta histórias de chuva com uma linguagem bastante sintética. Os elementos do código criado são apresentados pouco a pouco, sendo arranjados, inicialmente, em composições simples, permitindo que o  leitor identifique o significado de cada um deles, e compreenda as relações estabelecidas em momentos posteriores da narrativa, com composições cada vez mais complexas.

O segundo volume, “Processos”, livro de páginas cinzas, apresenta o desenvolvimento conceitual do trabalho. Expõe estudos, anotações, referências, conceitos, e os métodos empregados no decorrer do projeto. Os dois volumes têm os cadernos que os compõem e suas costuras expostos, sem a lombada, o que permite a abertura completa de suas páginas, e, com isso, a melhor apresentação de suas imagens. A estratégia tornou possível, também, identificar a mudança de luz na obra – a transição da chuva – até mesmo com o livro fechado.

O livro foi lançado em outubro de 2015, no Museu da Gravura, no Solar do Barão, em Curitiba. O evento marcou, também, a a abertura de uma exposição de algumas de suas imagens, contando uma parte desta história de chuva.

chove (2015)
impressão offset sobre papel couchê fosco, com aplicação de verniz ultrafosco
128 páginas (Vol. I: Narrativa) e 96 páginas (Vol. II: Processos)
formato 20 x 27 cm
2.000 exemplares
site e loja online: www.chove.com.br

exposição: chove, de Henrique Martins
Museu da Gravura, no Solar do Barão
de 08 de outubro de 2015 a 21 de fevereiro de 2016
fotografias por Rafael Bertelli

CADA VEZ MAIS PERTO

CADA VEZ MAIS PERTO

identidade visual

TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA

TIJUCÃO CULTURAL TRANSBORDA

evento: catálogo digital

CHOVE

CHOVE

livro: concepção, imagens e design

CHOVE (EXPOSIÇÃO)

CHOVE (EXPOSIÇÃO)

projeto expográfico

CHOVE (OFICINA)

CHOVE (OFICINA)

oficina artística

QUEM VEM LÁ?

QUEM VEM LÁ?

disco: ilustrações e design

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA

filme: direção de arte e design

RE-ROUPA

RE-ROUPA

identidade visual

MUCHA GALERIA

MUCHA GALERIA

identidade visual

LACUNA

LACUNA

identidade visual

QUANDO CHOVE TUDO SAI DO LUGAR

QUANDO CHOVE TUDO SAI DO LUGAR

fotografia

CITADINOS

CITADINOS

gravuras

CARVÃO

CARVÃO

disco: direção de arte e design

NÃO SE VIVE POR NADA

NÃO SE VIVE POR NADA

filme: design gráfico

LAHR

LAHR

identidade visual

UM CÉU PRA CADA QUANDO

UM CÉU PRA CADA QUANDO

fotografia

DE MAR E SILÊNCIO

DE MAR E SILÊNCIO

gravuras

O INCRÍVEL MENINO PRESO NA FOTOGRAFIA

O INCRÍVEL MENINO PRESO NA FOTOGRAFIA

teatro: design gráfico

MARION

MARION

livro-objeto: concepção e design

O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO

O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO

livro-objeto: concepção e design

ABAPORU

ABAPORU

identidade visual

GABRIELA MAZEPA

GABRIELA MAZEPA

identidade visual

ARTENOVE

ARTENOVE

identidade visual

PORTAS

PORTAS

publicação: concepção, imagens e design

AUSÊNCIAS

AUSÊNCIAS

publicação: concepção, imagens e design

AS CORDAS QUE PRENDEM AS SOMBRAS

AS CORDAS QUE PRENDEM AS SOMBRAS

fotografia

QUEBRA-CABEÇAS

QUEBRA-CABEÇAS

publicação: concepção, imagens e design

DIVAGAÇÕES

DIVAGAÇÕES

gravuras

O DESAPARECIMENTO DO ELEFANTE

O DESAPARECIMENTO DO ELEFANTE

teatro: vídeo-cenários

CHOVE: UMA NARRATIVA VISUAL

CHOVE: UMA NARRATIVA VISUAL

livro: concepção, imagens e design

DESENHOS DE CHUVA I

DESENHOS DE CHUVA I

gravuras

DESENHOS DE CHUVA II

DESENHOS DE CHUVA II

gravuras

DESACERTO

DESACERTO

filme: design gráfico

VASTA CIDADE, FESTA DE ALGUÉM

VASTA CIDADE, FESTA DE ALGUÉM

disco: imagens e design

ABAPORU

ABAPORU

identidade visual

CARLOS MOTTA E A VIDA

CARLOS MOTTA E A VIDA

livro: projeto gráfico

CAIXAPRETA

CAIXAPRETA

identidade visual

INVENÇÃO DE MOREL

INVENÇÃO DE MOREL

livro-objeto: concepção e design

A LADEIRA DA MEMÓRIA

A LADEIRA DA MEMÓRIA

intervenção urbana: concepção e design

MEU MEDO

MEU MEDO

filme: direção de arte e design

OS ALTRUÍSTAS

OS ALTRUÍSTAS

teatro: grafismos

ALL I NEED

ALL I NEED

filme: direção de arte

SILÊNCIO E SOMBRAS

SILÊNCIO E SOMBRAS

filme: direção de arte e design

LABIRINTO

LABIRINTO

gravuras / site: concepção, imagens e design

NÚCLEO P3

NÚCLEO P3

identidade visual

O CASTELO DO BARBAZUL

O CASTELO DO BARBAZUL

teatro: vídeo-cenários

AS NOIVAS DO BARBAZUL

AS NOIVAS DO BARBAZUL

gravuras

THOM PAIN – LADY GREY

THOM PAIN – LADY GREY

teatro: grafismos

DELÍRIOS

DELÍRIOS

gravuras

CICATRIZES

CICATRIZES

gravuras

PORCELANAS

PORCELANAS

gravuras

CÉREBROS

CÉREBROS

campanha: direção de arte e ilustrações